Conheça nossos cursos

Em geral os cursos são divididos em 4 estágios com aproximadamente 8 meses de duração, devido às aulas serem individuais o aluno é quem determina a duração de cada estágio de acordo com o seu empenho nas aulas.

As aulas são preparadas pelos coordenadores da escola, que realizam reuniões semanais com todos os professores, para que as aulas sigam o padrão estabelecido pela escola através do método exclusivo da Nel-Som.

Conheça nossas opções:

Especialização para professores

Especialização para Professores: Descubra como despertar em seus alunos o gosto pelo maravilhoso mundo da música.

Curso elaborado para preparar e qualificar professores para dar aulas individuais e de musicalização infantil ou de educação infantil.

Regência

O coral é aberto a todos os alunos da Escola de Música Nel-Som, o que proporciona a integração social, estimula a criatividade e a concentração, momentos de prazer e alegria, auxilia no combate ao stress, orienta musicalmente de uma maneira significativa e divertida.

Prática em grupo

Nosso objetivo é o desenvolvimento do aluno através da integração dos com outros instrumentos.

Formada por alunos, mas se limita a poucos executantes por grupo; Além da sua aula prática, o aluno poderá participar juntamente com outros alunos de instrumento diferenciado, para executar mais músicas, além do seu programa.

Técnica Vocal

Introdução
O Curso de Técnica Vocal das Escolas de Música Nel-Som, tem como objetivo trazer aos alunos as informações necessárias para o aprendizado e desenvolvimento da arte do Canto.

Aprender e Desenvolver
Estamos em constante evolução e o nosso curso traz uma proposta séria, abrangente e principalmente pautada em bases científicas, trazendo ao aluno tudo o que há de bom, novo e pertinente quando o assunto é Técnica Vocal.

Progressão
Nosso Curso de Técnica Vocal foi elaborado minuciosamente por professores qualificados, treinados e com larga experiência em formação particular e coletiva. Nossos Módulos, tem duração de 8 a 12 meses e são separados com o propósito de trazer conhecimento de fácil aceitação e de uma forma progressiva. O aluno fará uma aula demonstrativa e será feita uma breve Avaliação para conhecermos melhor sua voz, seu perfil e seus objetivos no curso. Nesta Avaliação o professor indicará o melhor caminho, a abordagem e o modulo a ser realizado.


RESUMO DO CONTEÚDO

Elementar

Conhecimentos básicos da voz, saúde e higiene vocal, mitos e verdades, Percepção, Teoria musical, Escalas; Apoio; Vocalizes; Suporte e Repertório.

Fundamental
Noções de Fisiologia Vocal, Musculatura Intrínseca e Extrínseca da Laringe; Registros Vocais, Apoio, Suporte, Solfejo, Repertório, Percepção e Teoria Musical.

Intermediário
Noções de Harmonia e Improviso, Composição, Escalas maiores e menores, Ajustes Vocais, Belting, Vocalizes diversos, Solfejo, Repertório, Percepção e Teoria Musical.

Avançado
(Aulas com o Coordenador)
Harmonia Aplicada , Harmonia Vocal ,Divisão de Vozes para Quarteto - Sexteto e Coral, Improvisação, Arranjo , Apogiaturas, Mordentes, Ornamentos, Yodel , Melismas, Belting ,soul belting, power belting, Escalas Alteradas, Enarmonia , Composição

Especialização para Alunos Formados, Professores e Fonoaudiólogos.
Harmonia Funcional , Cross-over, Cover, Swing , Texturas , Voz Plena ,Anátomo-Fisiologia Fonoarticulatória; Sistema de Fonoarticulação - high creaky voice, screech/phaser, scream, false chords/death (growl e grunt), epiglóticos.

Técnica Vocal Avançada

Avançado


Harmonia Aplicada , Harmonia Vocal ,Divisão de Vozes para Quarteto - Sexteto e Coral, Improvisação, Arranjo , Apogiaturas, Mordentes, Ornamentos, Yodel , Melismas, Belting ,soul belting, power belting, Escalas Alteradas, Enarmonia , Composição .

Coordenador : Paulo Moreno

Especialização para alunos formados, professores e fonoaudiólogos


Harmonia Funcional , Cross-over, Cover, Swing , Texturas , Voz Plena , Anátomo-Fisiologia Fonoarticulatória; Sistema de Fonoarticulação - high creaky voice, screech/phaser, scream, false chords/death (growl e grunt), epiglóticos.

Coordenador : Paulo Moreno

Teoria

A música é uma das mais antigas formas de expressão da humanidade, e está presente em todas civilizações. Teoria musical é o nome dado a qualquer sistema destinado a analisar, classificar, compor, compreender e se comunicar a respeito da música.

Neste curso, o aluno irá desenvolver suas habilidades nas dimensões pedagógicas, artísticas e tecnológicas. Tendo como objetivo principal as seguintes características:
- leitura musical, ler e escrever partituras, identificar os diferentes elementos musicais, escalas, cifras , acordes, intervalos e muito mais.

Acordeon

O acordeon, também chamado popularmente sanfona, é um instrumento musical de origem alemã, composto por fole, teclado e baixos. O som do acordeon é criado quando o ar que está no fole passa por pequenos tubos até as teclas, com a pressão do ar as palhetas vibram gerando o som. A parte do acompanhamento são botões tocados com a mão esquerda que exercem a função do baixo.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno aprenderá a tocar a mão direita primeiro, em seguida a esquerda, devido as funções que são diferentes. Além da parte teórica sobre conceito do instrumento, leitura de partitura e localização das notas, o aluno terá a possibilidade de aprender o estilo musical de sua preferência.

Bateria

A bateria é um conjunto de tambores com vários tamanhos e timbres, e de pratos colocados de forma conveniente com a intenção de serem percutidos pelo baterista, e é tocada geralmente com o auxílio de um par de baquetas,vassourinhas, bilros ou as próprias mãos.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno aprenderá a tocar de forma dinâmica, com aulas totalmente personalizadas de acordo com o gosto musical, nos estilos de jazz, hip-hop, rock, pop entre outros.

Cavaquinho

Muito utilizado nas rodas de samba, pagode, choro e etc, o cavaquinho (também chamado braguinha, braga, machete, machetinho ou machete-de-braga) é um instrumento da família dos cordofones. Apesar de ser muito popular no Brasil, o instrumento é originário de Portugal. Aqui no nosso país, em dupla com o pandeiro, o cavaquinho ganhou destaques nas escolas de samba e claro no nosso Carnaval!

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno terá além das aulas teóricas, as técnicas de afinação do instrumento, postura correta, batidas e levadas, leitura de cifras, acordes e muito mais.

Clarinete

Entre os principais instrumentos de sopro está o clarinete, um instrumento com corpo de madeira e chaves de metal, tocado com palheta. Solista por excelência, mas que também é muito bem empregado na complementação da harmonia de grandes orquestras.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno irá desenvolver habilidades de improvisação, leitura de partituras, técnicas instrumentais, harmonia e muito mais. Além de poder optar pelo gênero popular ou erudito.

Contra Baixo

Baixo elétrico, chamado também de contrabaixo elétrico, é um instrumento de cordas semelhante a uma guitarra elétrica, porém é maior em tamanho e tem sons mais graves. Esse instrumento é muito utilizado por diversos gêneros musicais modernos, mas é muito tradicional e popular na maioria das bandas de rock.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno aprenderá as técnicas existentes de Slap, Pizzicato, Tapping, harmonia, improviso, arpejos, escalas, além de leitura de partituras, cifras, tablaturas e os diversos gêneros como: rock, blues, jazz, entre outros.

Flauta Doce

O instrumento sobrevivente mais antigo e completo é a chamada flauta doce, caracterizada por seu corpo estreito e cilíndrico. Por ser um instrumento de sopro e de emissão simples, tem uma sonoridade aguda que funciona como a extensão da própria voz. Na flauta doce, a emissão do som se faz com o movimento da língua junto com a respiração.

Existem basicamente dois tipos de digitação na flauta doce: a germânica e a barroca, sendo eles muito similares, diferentes apenas nas notas FA e FA#.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno aprenderá as técnicas de embocadura, posição e respiração, além de leitura de partituras, cifras e de todo conteúdo teórico.

Flauta Transversal

A Flauta é um instrumento muito antigo, fabricado inicialmente de madeira, atualmente esse instrumento é fabricada em metal, como o níquel, a prata, o ouro e até mesmo a platina, porém até hoje a flauta transversal é classificada nas orquestras como um instrumento pertencente ao grupo das madeiras.

A flauta transversal é formada por três peças principais: o bocal, o corpo e o pé, seu alcance comum é de 3 oitavas e ela possui 16 furos circulares cobertos por chaves (abertas ou fechadas). Hoje as flautas são, muito utilizadas em conjuntos musicais, orquestras e bandas, tanto na música erudita, quanto na popular.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno aprenderá as técnicas de embocadura, posição e respiração, além de leitura de partituras, cifras e de todo conteúdo teórico. Podendo conhecer o estilo barroco, popular e erudito.

Gaita

A gaita foi inventada há quase cinco mil anos, e teve sua origem em um antigo instrumento chinês, o SHENG, que funcionava pelo princípio de palhetas livres. Esta técnica de produção sonora gerou uma grande família de instrumentos acionados por foles ou bombas de ar, como o acordeão e a melódica.

A gaita possui em sua embocadura um conjunto de furos por onde o instrumentista sopra ou suga o ar, o instrumento é dividido em duas modalidades: diatônica e cromática.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno aprenderá as técnicas de embocadura, posição e respiração, além de leitura de partituras, tablaturas, cifras, escalas, técnicas de improviso, entre outros. O aluno também poderá escolher o estilo musica que mais lhe agrada, podendo tocar repertórios de músicas como blues, rock and roll, jazz e música clássica.

Guitarra

“O instrumento que abalou o mundo.”

As guitarras se originaram a partir de um instrumento musical de origem espanhola, e hoje esse instrumento é considerado o mais popular do mundo, é o ícone da história musical. Tem sido usada em um ilimitado número de estilos, aparecendo desde a música Barroca, passando pelo Jazz, Blues e se tornando sucesso nas grandes bandas de Rock. A sonoridade desse instrumento mais popular entre os roqueiros depende muito de como o guitarrista configura e aciona suas partes e seus acessórios.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno terá a possibilidade de conhecer as técnicas do instrumento, localização das notas, escalas musicais, leitura de partitura, cifras, tablaturas, além de desenvolver habilidades de velocidade e improvisação. Podendo também optar pelo estilo que mais se familiariza, como: Jazz, Blues, Pop, Rock, Reggae etc.

Órgão

Segundo a tradição, o órgão foi inventado no século III aC por Ctesibius de Alexandria. Os órgãos são conhecidos por sua utilização em grandes igrejas e sua tradição na liturgia cristã.

O órgão é um instrumento musical da família dos aerofones de teclas, tocado com as duas mãos e com o pé através de sua pedaleira.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno irá reconhecer as notas musicais no instrumento, irá aprender as técnicas de mão direita, esquerda e pedal. O conteúdo abordará postura correta, leitura e escrita musical, escalas, acordes, partituras, cifras, harmonia, e musicas respeitando o objetivo de cada aluno.

Percussão

Os instrumentos de percussão são os mais antigos que existem, e sua história está ligada diretamente com a evolução humana, pois em muitos sítios arqueológicos foram encontradas representações de pessoas dançando em torno de um tambor. Muitos objetos musicais também foram encontrados e eram fabricados com toras de árvores. 

O som deste instrumento é obtido através da percussão (impacto), raspagem ou agitação, com ou sem o auxílio de baquetas.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno irá aprender a função rítmica do instrumento, leitura e estruturação musical, além de personalização de estilos e repertórios.

Piano

O piano (abreviatura de pianoforte) é um instrumento musical de corda percutida. Embora seja um instrumento que possui teclas, ele é considerado de percussão, porque o som é gerado pelo acionamento dos martelos de madeira, que percutem as cordas em seu interior. É um instrumento de grande excelência no meio das principais orquestras, e muito conhecido hoje em dia talvez por ter sido o principal instrumento usado por importantes músicos da história, como Mozart e Beethoven.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno irá reconhecer as notas musicais no instrumento, irá aprender as técnicas de mão direita e esquerda. O conteúdo abordará postura correta, leitura e escrita musical, escalas, acordes, partituras, cifras, harmonia, e muito mais.

Saxofone

Saxofone, também conhecido popularmente como sax, é um instrumento de sopro patenteado em 1846 pelo belga Adolphe Sax, um respeitado fabricante de instrumentos, que viveu na França no século XIX.

A maior parte dos saxofones são em B♭ (como o sax tenor) ou em E♭ (como o sax alto e o barítono). Apesar de ser de metal, o saxofone pertence à família das madeiras. Isso ocorre porque ele combina em sua construção a palheta simples, com a boquilha do clarinete, e o corpo cônico do oboé e com o interessante mecanismo de chaves da flauta moderna.

O saxofone existe em sete tamanhos: sopranino, soprano, contralto ou alto, tenor, barítono, baixo e contrabaixo.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno irá conhecer todas as técnicas, a forma de afinação, leitura de partituras e terá capacidade de desenvolver harmonias e improvisos. Podendo assim optar pela música popular ou erudita, e os seus mais variados estilos.

Teclado

O teclado é um instrumento bastante sofisticado da tecnologia moderna, proveniente do piano, do órgão, do cravo, entre outros. Ele é composto por um conjunto de teclas adjacentes pretas e brancas, que quando pressionadas produzem os sons

Foi no século XX que o teclado ganhou maior relevância dentro do mercado da música, por sua versatilidade e variedades sonoras que são muito conhecidas em bandas famosas de pop, jazz, rock, sertanejo, samba, bossa nova, dance, forró, axé e muitos outros.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno irá reconhecer as notas musicais no instrumento, irá aprender as técnicas de mão direita e esquerda. O conteúdo abordará postura correta, leitura e escrita musical, escalas, acordes, partituras, cifras, harmonia, e muito mais.

Trompete

O trompete é um dos mais antigos instrumentos musicais. Acredita-se que o homem pré-histórico já utilizava um instrumento parecido para assustar animais e se defender e eram feitos de bambu, ossos de animais, conchas e madeira. 

O trompete é um instrumento de sopro, da família dos metais e é o que produz o som mais agudo desta família, ele também é conhecido como pistão (pistom). Hoje em dia, o instrumento é muito utilizado na música clássica, no jazz e em vários ritmos latinos, ele constituído por corpo, chave de água, bomba de afinação, pistões, cotovelos e bocal, e terminado em pavilhão.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno irá desenvolver a leitura e escrita de partituras, harmonia, improviso, técnicas do instrumento e afinação, e muito mais.

Viola Caipira | Viola Clássica

As violas são descendentes diretas da guitarra latina, que, por sua vez, tem uma origem arábico-persa. Existem várias denominações diferentes para viola, utilizadas principalmente em cidades do interior: viola de pinho, viola caipira, viola sertaneja, viola de arame, viola nordestina, viola cabocla, viola cantadeira, viola de dez cordas, viola chorosa, viola de queluz, viola serena, viola brasileira, viola clássica entre outras.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, por meio das aulas teóricas, práticas, percepção musical e arranjos o aluno terá capacidade de ler partituras musicais, cifras, tablaturas, além de aprender as técnicas do instrumento, postura, sonoridade, agilidade, entre outros.

Violão

O violão é um instrumento de cordas, com uma caixa geralmente feita de madeira, que gera uma acústica facilitando a propagação do som. Em alguns países de língua espanhola é conhecido como guitarra.

O corpo é oco e chato, em forma de oito, e feito de várias madeiras diferentes. O braço possui trastes que a tornam um instrumento temperado,que possue seis cordas de nylon, mas há violões com outras configurações, como o violão de sete cordas e o violão baixo, com 4 cordas, afinadas uma oitava abaixo das 4 cordas mais graves do violão.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, por meio das aulas teóricas, práticas, percepção musical e arranjos o aluno terá capacidade de ler partituras musicais, cifras, tablaturas, além de aprender as técnicas do instrumento, postura, sonoridade, agilidade, entre outros.

Violino

O violino pertence à família de instrumentos de cordas, tal como o violoncelo e a viola, sendo o  o mais agudo dos instrumentos de cordas friccionadas e o mais pequeno de todos.

Seu tom corresponde ao soprano da voz humana. É um instrumento musical de quatro cordas (Mi, Lá, Ré e Sol), com imensa capacidade de sons e de expressão.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, por meio das aulas teóricas, práticas, percepção musical, arranjos e outros, o aluno terá capacidade de desenvolvimento tanto na música popular quanto na erudita.

Violoncelo

O violoncelo é um instrumento da família das cordas, com origens no início do século XVI, o violoncelo tem uma sonoridade grave explorada nas orquestras sinfônicas e nos quartetos de cordas.

Instrumento de madeira de corda friccionada, o violoncelo ou grande violino, toca-se apoiado entre os joelhos do músico com arco na posição vertical. Ele possui quatro cordas afinadas em quintas, primeira corda- LÁ, segunda- RÉ, terceira-SOL e quarta- DÓ.

Com um repertório preparado especialmente para este instrumento, o aluno aprenderá sobre os conceitos básicos do instrumento, incluindo localização de notas e percepção auditiva, leitura de partitura, técnica de postura, sonoridade, articulação e muito mais.

Não tocamos para agradar os críticos, tocamos o que queremos, quando queremos e o quanto quisermos, e temos motivos para tocar".

Bob Marley

by agência

Road